Como nasceu o conceito do Ca' Pisani

Eis a nossa segunda newsletter! Desta vez queremos falar de um aspecto importante do Ca' Pisani: as obras de arte e os eventos culturais que decorrem no primeiro andar ("andar nobre"). "Ca' Pisani", o primeiro "design hotel" de Veneza, oferece um alojamento emotivamente mais interactivo se comparado com os hotéis mais tradicionais - e isto, creio, deve-se largamente ao ambiente influenciado pela arte que criámos.

Graças à minha formação, sinto-me muito estimulada pela arte nos seus vários aspectos: licenciei-me em Veneza, em arte e arqueologia japonesa e, depois, especializei-me no estrangeiro, frequentando um curso de arte oriental na '"Sotheby's" em Londres e obtendo um Master em arte e arqueologia oriental na SOAS ("School of Oriental and African studies"), também ela em Londres. Depois de vários anos de estudo, regressei a Veneza para trabalhar com a minha família no projecto do Ca' Pisani e servir como ponto de referência para a direcção artística da propriedade e para os actuais programas que adoptamos, sempre ligados à arte.

 

O hotel foi buscar inspiração ao movimento Art Déco e, após variadas pesquisas, conseguimos juntar desenhos, esboços e algumas pinturas do início do século XX aos anos Cinquenta, todos eles expostos nas áreas públicas e nalguns quartos. Possuímos também três obras do artista futurista Fortunato Depero, sendo que uma delas empresta o próprio nome ao nosso Wine & Cheese Bar, La Rivista. Muitas peças de decoração (como a cama na qual dormiu) são dos anos Quarenta e Cinquenta; são todas diferentes entre si e adquiridas, pelo menos a maior parte, ao "Mercante in Fiera" de Parma.

 

Recentemente iniciámos uma cooperação com importantes galerias de arte venezianas, expondo algumas das suas obras - por exemplo o lustre de vidro de Mariagrazia Rosin e as obras de Dieter Deventer, ambas na entrada. Abrimos inclusivamente o hotel a artistas vivos, organizando periodicamente pequenas mostras "andar nobre", mostras que cobrem variados aspectos artísticos: pinturas, fotografias, esculturas e apresentação de livros.

 

As obras podem ser de jovens promessas da Academia de Belas Artes (muito próxima da ponte da Academia, a dois minutos a pé do nosso hotel) ou de artistas mais conhecidos. Algumas mostras do passado foram de artistas nossos clientes que, vendo as muitas obras expostas no primeiro andar, nos perguntaram depois se também o poderiam fazer.

 

De momento, estamos a expor as obras de Stefano Boato, um pintor veneziano que reinterpreta o estilo da Pop Art. As suas criações serão visíveis até ao início de Agosto e, após uma breve pausa de Verão, regressaremos quinta-feira, dia 1 de Setembro (em colaboração com a galeria de arte ‘Le5 Venice') com as fotografias tiradas por Fabio Zoratti durante uma sua recente viagem à Índia. No encerramento de cada mostra, os artistas doam uma das suas obras ao hotel, ajudando a realizar o nosso sonho de nos tornarmos, de alguma forma, uma espécie de museu permanente onde, para além das peças Art Déco, os hóspedes encontrarão, no futuro, peças contemporâneas.

 

Cordialmente, Marianna Serandrei