Museus Veneza - Palácio Ducal - Basílica de São Marcos - Teatro Fenice - gôndolas de Veneza - Veneza galerias de arte

 

Colecção Peggy Guggenheim - Veneza

A Colecção Peggy Guggenheim é o museu mais importante de Itália no que toca à arte europeia e americana da primeira metade do século XX. Está sedeada em Veneza no Palácio Venier dei Leoni, no Canal Grande, naquela que foi a habitação de Peggy Guggenheim.

 

Aberto em 1951 pela sobrinha de Solomon R. Guggenheim, rico industrial americano e coleccionador de arte, o museu acolhe a colecção pessoal de arte do século XX de Peggy Guggenheim, mas também obras de outras colecções e mostras temporárias.

 

O Palácio Venier dei Leoni é um edifício incompleto, denominado pelos venezianos como o palácio inacabado. Foi iniciado em 1748 com base num projecto do arquitecto Lorenzo Boschetti (também arquitecto da Igreja de San Barnaba), mas desconhecem-se as circunstâncias exactas que levaram a que o palácio permanecesse inacabado. Provavelmente o dinheiro terá começado a faltar a determinada altura ou, como se narra, a poderosa família Corner, que vivia no palácio em frente, ter-se-á oposto à construção de um edifício que ultrapassaria a sua própria residência em termos de grandeza e magnificência. Pode ainda supor-se que o destino do edifício esteja ligado ao do palácio gótico ao lado, demolido no início do século XX devido a danos estruturais provocados pelos profundos alicerces do Palácio Venier dei Leoni.

 

Desconhece-se, inclusivamente, o motivo pelo qual o nome do palácio se veio a associar aos leões. Embora se narre que antigamente se manteria um leão no jardim, é mais provável que o nome derive das cabeças de leão em pedra de Istria que decoram a fachada ao nível da água.